Eventos da PÓS-GRADUAÇÃO/CEFOR/CÂMARA DOS DEPUTADOS, VIII JORNADA DE PESQUISA E EXTENSÃO

Tamanho da fonte: 
TRIBUNAIS, PRODUTIVIDADE E ACESSIBILIDADE: ENTRE A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA E A INTERNACIONAL
Maricilene Isaira Baia do Nascimento

Última alteração: 2017-09-15

Resumo


Tema que ganhou grande relevância nos últimos anos entre os pesquisadores interessados em investigações sobre os processos de reforma em sistemas judiciais em todo o mundo do, a relação entre tribunais e novas tecnologias da informação e comunicação foi o interesse deste trabalho. O objetivo foi verificar quais impactos as novas tecnologias da informação e comunicação exercem nos tribunais, com vistas a verificar se o judiciário brasileiro sofre os mesmos impactos que as novas tecnologias causam em outras experiências internacionais. Para a experiência internacional, os dados foram levantados a partir dos relatórios da Comissão Europeia para Eficiência da Justiça. Para o caso brasileiro, os dados foram levantados dos relatórios do Conselho Nacional de Justiça. Os resultados apontam que quanto mais preparados os tribunais em tecnologia, mais produtivos e acessíveis tendem se tornar; quanto mais preparados são os sistemas judiciais em legislação que uniformizam o uso das novas tecnologias, mais preparados são os tribunais tecnologicamente ; quanto mais preparados são os tribunais em governança estratégica de Ti, mais preparados em tecnologia  tendem se tornar os tribunais. No Brasil, quanto mais investimento em Ti, mais preparados tendem se tornar os tribunais, e quanto mais preparados tecnologicamente mais produtivos tendem ser, aproximando-se da tendência internacional.

Palavras-chave


Novas tecnologias da informação e comunicação ; Tribunais; Reforma do Judiciário; Brasil; Experiência internacional

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.